Siga: Sistema integrado vai trazer funcionalidade e aprimorar gestão no MPAC

A integração das áreas administrativas do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) em um único sistema eletrônico vai possibilitar maior eficiência da gestão e praticidade nos processos internos. No início do ano, a instituição coloca em funcionamento o Sistema Integrado de Gestão Administrativa (Siga), que é um Government Resource Planning­­ (GRP) desenvolvido pela empresa Thema, com larga experiência em gestão pública de Tribunais de Justiça e Ministérios Públicos Estaduais.

Com o apoio das diretorias de suporte administrativo e da Secretaria-Geral, em outubro a procuradora-geral de Justiça, Kátia Rejane de Araújo Rodrigues, assinou o ato que instituiu o Siga, pelo qual criou a comissão de implantação e o plano operacional de implantação do sistema, sob a coordenação do secretário-geral, promotor de Justiça Rodrigo Curti, que vem promovendo reuniões periódicas com os setores envolvidos e monitorando as fases de implantação da solução tecnológica.

O Siga estará disponível, em sua totalidade, a partir do segundo semestre de 2021 e promete uniformizar e facilitar as rotinas internas do MP acreano. Com ele, será possível a integração das áreas de recursos humanos, orçamentária, financeira, folha de pagamento, patrimônio, frota veicular e planejamento. Além disso, será implementado o processo eletrônico na área estruturante, que possibilitará maior eficiência e transparência dos atos de gestão por meio de controles digitais de governança.

Segundo o chefe do Departamento de Inovação Tecnológica, Patrick de Freitas Alves, o Siga corresponde a um grande sistema que vem para reforçar a cultura digital e mudar totalmente o costume do uso do papel, gerando economia com pessoas e material de consumo. Por ter flexibilidade no acesso, o usuário poderá recorrer a ele fora das dependências do MPAC, o que é uma vantagem com a exigência do trabalho remoto durante a pandemia.

Tanto membro como servidor poderá facilmente, por exemplo, pelo sistema obter certidões, solicitar férias e folgas, consultar contracheque. De acordo com o diretor de Gestão com Pessoas, Cláudio Roberto, o sistema vai garantir o controle dos registros da vida funcional com a digitalização de todos os documentos dos servidores e membros.

“O Siga vem para solucionar um problema antigo, que é a guarda, a conservação e o salvamento da vida funcional de cada servidor e membro. Tudo agora vai estar dentro do sistema, onde o servidor ou membro vão ter a memória da sua vida funcional, tudo isso acessível pelo smartphone, com muita facilidade, inovando a relação com o usuário”, explicou Cláudio Roberto.

O diretor de finanças, Reginaldo Prates, ressalta a integração entre os setores da área estruturante e o fortalecimento da autonomia administrativa do MP acreano. Enquanto seu setor operava com dois sistemas para gerar pagamentos, contabilidade e prestação de contas, o Siga vai abarcar todos os estágios da despesa pública em um só ambiente.

“De fato, vai fazer que a área de finanças, no registro de todos os assentamentos da despesa pública, tenha, num só sistema, desde o primeiro lançamento da informação orçamentária até de fato a prestação de contas, finalizando todo o processo da despesa pública”, destacou o diretor.

Agência de Notícias do MPAC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez + 9 =