Bastidores da Imprensa

Sem foba

Um dos assuntos que tomou conta dos meios de comunicação político na semana passada, foi o anuncio do ex-prefeito, ex-governador e ex-senador Jorge Viana (PT) ao deixar claro em um vídeo de sua rede social, que será novamente candidato ao governo do Acre no ano de 2022.

Bem ou mal

Como todo bom curioso, fui atrás de saber algumas informações de bastidores e de fato a candidatura é certa. Para uns foi bom que o anuncio serviu como chamamento das tropas que estavam amareladas e agora voltarão a vestir o vermelho. Para outros foi algo imposto sem discussão com as bases.

Puro ou misturado

Segundo minhas fontes, um dos nomes que está em cotação em benefício da população e que já demonstrou compromisso quando possuía mandato, é o professor Raimundo Angelim (PT), que está sempre aberto ao diálogo, mas não decide nada sem o apoio incondicional da família. Alianças com PC do B não estão descartadas. Assim como a possibilidade de um Podemos entrar na parada, pois já iniciaram algumas sinalizações de sentarem para dialogar.

Cidadania de vermelho

Tentando marcar território e fazendo uma previa de que disputará as eleições do ano que vem, o professor David Hall (Cidadania) soltou em suas redes sociais, o convite para que Jorge Viana (PT) abra mão de sua candidatura e aceite ser vice dele como candidato ao governo.

Sem vice

O mesmo convite tentaram fazer ao Jorge Viana (PT) que aceitasse ser vice do Petecão (PSD). O mundo anda tão estranho que não duvido se algum deles ceder para tentar vencer o Gladson Cameli (PP). Mas a realidade que nenhum vai querer virar a sombra do outro. Porem uma coisa é certa, um apoiará o outro.

Mais um

O vereador de Rio Branco Adailton Cruz (PSB) apresentou ao prefeito Tião Bocalom (PP) o projeto da Farmácia Popular. A Câmara que possui servidores destinados aos projetos, onde um ex-vereador é da casa poderia alertar ao parlamentar que o projeto já existe e foi sancionado ainda na gestão da prefeita Socorro Neri (PSB). Infelizmente ainda não se viu efetividade devido o ex-secretário de saúde ter sentado em cima do projeto por birra com o autor, o ex-vereador Mamed Dankar (PROS). Se não será mais um projeto a ser incluido no revogaço do vereador Emerson Jarude (MDB).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − quinze =