Bastidores da Imprensa

LED

Começamos a segunda retomando as discussões referentes a implantação do sistema de led da gestão Socorro Neri (PSB), onde logo mais iniciará a audiência pública que poderá ser acompanhada pelo youtube da Câmara Municipal de Rio Branco. A quem diga que tudo isso não passe de uma tentativa de descredencia-la para a possibilidade de uma nova disputa eleitoral no ano que vem. Mas vale acompanhar e tirar as própria conclusões.

SOCORRO VAI

Socorro Neri (PSB) já disse na semana passada que faz questão de participar e esclarecer qualquer dúvida a respeito do assunto. Socorro demonstra tranquilidade para falar do assunto segundo pessoas próximas a ela.

LUZ ANTIGA

Um dos questionamentos feitos com caráter de denuncia feito pelo vereador Emerson Jarude (MDB) e autor do pedido de CPI da LED, é o não cumprimento de utilizar as antigas luminárias para serem usadas em ramais e áreas que não tem.

É DA GESTÃO

O vereador tem razão em cobrar a troca, porém também não se viu nada efetivos da atual gestão em fazer ou tomar pra si a implantação das antigas luzes em bairros e ramais que tanto defendeu na campanha. O material continua no pátio da secretária e sem previsão de uso pelo prefeito Tião Bocalom (PP).

RB INOVANDO

Rio Branco é uma cidade com políticos estranhos para não dizer esquisitos, mas não se pode negar que é na política que surgem novidades. Rio Branco sai na frente ao lançar a primeira vice-prefeita de tik tok. Ouvi isso enquanto almoçava na rua com certa vergonha e olha que eram jovens da geração dancinhas com musiquinhas.

LOURIVAL MARQUES

Lourival Marques (PT) é um dos nomes que voltará a disputar o parlamento estadual. Louro como é conhecido pelos amigos, vem como voz dos produtores que ficaram de fora das políticas públicas de fortalecimento de cadeias produtivas, agricultura familiar e por ai vai. É um bom nome mesmo.

VOLTA SAERB

A reversão do serviço de água e esgoto para prefeitura aumenta a responsabilidade dos vereadores da capital, pois caberá a eles estudarem desde já os valores que serão destinados para oferta do serviço. Se começar a faltar água ou novas taxas a serem cobradas também pesarão na conta deles que demonstraram despreparo. Se a prefeitura conseguir manter ou melhorar, mérito deles também.