Isolamento por pandemia aumenta violência contra idosos

Para pessoas com mais de trinta anos, certamente já ouviram dos pais, avós ou pessoas mais experientes falarem que trabalharam muito durante sua juventude para dá um conforto melhor para suas famílias, coisas que não tiveram antes ou para quando chegassem na chamada melhor idade, pudessem usufruir da comodidade do tempo.

Infelizmente essa não é a realidade de todos que atingem a idade mais avançada, pois seus agressores por muitas vezes estão dentro de casa e são seus familiares. Pessoas que agridem os idosos de forma psicológica, física e financeira.

No Estado do Acre, no ano de 2020, cinquenta denúncias foram feitas pelos disque 100 e quarenta e três delas foram confirmadas. O mês de junho é considerado Junho Violeta, alusivo à luta contra a violência a pessoa idosa.

A Câmara de Rio Branco abriu espaço através da Tribuna Popular, na sessão desta terça, 22, para falar das políticas públicas destinadas a pessoa idosa, que são desrespeitadas ou inexistentes.

Na fala da professora Polyana Bezerra, foi relatado que pouco se avança na defesa da pessoa idosa e que o Junho Violeta precisa da mesma atenção das demais campanhas.

“Estamos trazendo essa abordagem e queremos chamar a atenção das autoridades e principalmente da sociedade, que precisamos valorizar as políticas públicas em defesa dos idosos, que vão desde os cuidados com pessoas abandonadas até os agredidos por familiares ou terceiros. Queremos que o Junho Violeta não fique somente como esse mês, mas tenha a mesma atenção das demais campanhas”, disse Polyana.

Os parlamentares deram suas contribuições com relação aos seus pontos de vista e cobrança de que se siga o que estabelece o Estatuto da Pessoa Idosa.

Internautas lamentaram a triste realidade de que algumas pessoas idosas são obrigadas a passar, onde o lugar de sentimentos bons que passaram a ser ocupados por agressões.

Está marcada para que nesta sexta-feira, 25, ocorra uma audiência pública para se debater com a comunidade as ações de proteção a pessoa idosa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × dois =