Vereadores revogam lei que proíbe nomeação de condenados a nomeação pública

Entre chutes no vento, ameaças de diferenças serem resolvidas no braço e falas contraditórias, a sessão na Câmara Municipal do Bujari foi acalorada para se dizer o mínimo.

Vereador querendo a expulsão de cidadão da sessão, evidentes indiferenças que levaram a lavar roupa suja em público e até imposição de censura foi presenciada pelos presentes e internautas que acompanharam a discussão.

Mas o ponto alto da atividade parlamentar da sessão foi o pedido de revogação de lei apresentada, aprovada pela Câmara e sancionada pela prefeitura, o projeto de lei “Ficha Limpa” que impede a nomeação de pessoa condenada na Lei Maria da Penha em cargos da administração pública municipal.

No plenário os mesmos vereadores que aprovaram, em suas falas afirmaram que aprovaram um projeto sem ter conhecimento de registros legais na Câmara do Bujari. O espanto foi maior que o presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) disse não ter desconhecer o tramite.

Tentamos contato com o presidente da Câmara e do presidente da CCJ, mas não conseguimos contato e nem retorno até o fechamento desse material.

Mesmo com discursos e mobilização de populares com cartazes pedindo para manter, a maioria aprovou o requerimento, derrubando a lei. O vereador Jairo lamentou.

“Mais uma vez a população perde para os interesses próprios de um grupo de pessoas e de gestores que caminham ao lado do que é errado”, Lamentou o vereador.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nove − 8 =