Diagnóstico Brasil Aponta Brasiléia em Primeiro Lugar do Estado no Indicador Educação

De acordo com o Diagnóstico Brasil, o município de Brasiléia está em primeiro lugar do Estado do Acre no índice educação.

O resultado do Diagnóstico é do ano 2021 e retrata em linhas gerais a média das metas alcançadas pelos 22 municípios analisadas, de acordo a dimensões e indicadores do Índice de Governança Municipal e Conselho Federal de Administração (IGM- CFA).

O resultado traz dados específicos de cada Estado, onde Brasiléia aparece em segundo lugar no Indicador Transparência e em primeiro lugar na educação do Estado do Acre.

Colhendo bons frutos

O Resultado que coloca Brasiléia como destaque na educação municipal é resultado de muito trabalho em equipe dos Gestores das escolas municipais, mesmo no período de pandemia, onde educar à distância se tornou o grande desafio para os gestores, especialmente nas localidades de difícil acesso.

Para tanto, a Prefeitura de Brasiléia investiu em cursos de capacitação online para os professores e levou as atividades escolares até os alunos matriculados nas escolas de difícil acesso.

Investindo na qualidade do ensino- aprendizagem

De acordo com a Prefeita do município, Fernanda Hassem, cerca de 95% das escolas na área urbana foram climatizadas, e equipadas com computadores, impressoras e nobreaks. ” Além do investimento na estrutura, levamos as atividades a todas as crianças que não tinham Internet. ” A pandemia fez o município se readaptar para que o ensino das crianças continuasse chegando com qualidade. O município investiu em capacitação e formação para nossos professores e o comprometimento dos gestores, professores, administrativo e pessoal de apoio foi fundamental para esse resultado. Parabenizo a toda equipe da educação em nome da Secretária Francisca Oliveira, que não tem medido esforços para manter o padrão de ensino-aprendizagem, juntamente com nossos gestores. Estamos muito felizes com o resultado obtido através do Diagnóstico Brasil e motivados a trabalhar ainda mais pela qualidade da educação municipal”, finalizou Fernanda Hassem.

SECOM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 3 =